domingo, 23 de agosto de 2009

A faseabilidade e a TE

13 mar

M D Neto

A faseabilidade e a TE

A Teoria da Evolução é falsificável?
22/02/2009
Esse questionamento “A teoria da Evolução é falsificável?” foi feito por um membro na Comunidade chamada “Os céticos querem saber”.
O endereço da comu na qual retirei a questão é: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=2475705&tid=5307074062970639400.
Trouxe para esta comunidade tal questão para ver se conseguiremos uma resposta objetiva.
s
Será a TE científica nos moldes do Sir K R Popper?
Para muitos evos parece mais do que patente a distinção entre o que é ciência (TE) e o que não é... mesmo ficando obscuro qual critério utilizam para fazer tal distinção.
Costumam atribuir um caráter genuinamente científico para a TSE e defendem-na com afinco e muita “objetividade”, principalmente o que tange um dos pilares da teoria, ou seja, as idéia de seleção natural.
Com tudo isso, será que não está implícita uma resposta negativa por analisar a questão?
A TE foi considerada por Popper como caracterizada como sendo uma teoria metafísica, ou seja, nada do que seja ciência de fato.
E então trago para essa comunidade a pergunta - é a Teoria da evolução uma teoria realmente empírica, sendo que, para os refutacionistas, para ser uma teoria científica, tem ser possível, ou melhor, deve a teoria ser suscetível de testes dos mais severos, e isto é aplicável a TE? Será mesmo?
13 mar

JIMMY

Darwinismo não é falseavel...

o Darwinismo é investimento de banco falido ...
13 mar

Iba Mendes

Caro Marcondes,

Parece que tudo gira em torno do famigerado "fóssil de coelho no Cambriano". Porém, ao que se sabe não existe caminho natural ligando diretamente os cordados do Cambriano aos mamíferos, o que justifica o fato de não se encontrar fósseis de coelhos lá no Cambriano.
13 mar

Iba Mendes

POUPE O POPPER! ((rs))

Será a TE científica nos moldes do Sir K R Popper?

De maneira alguma!

Pode-se questionar, e quiçá talvez com alguma razão, o critério de falseabilidade de Popper, entretanto, a realidade nua e crua (chorem os darwinistas) é que Popper não oferece respaldo ao darwinismo como suscetível de testabilidade. Os darwinistas agarram-se apenas numa CARTINHA que Popper escreveu timidamente, na qual ATENUA sua posição diante da pressão acadêmica. No mais, toda a obra de POpper contesta o darwinismo como uma teoria científica, no sentido de ser empiricamente testada.

Por exemplo, em seu livro "A Miséria do Historicismo", ele denomina o darwinismo de "enunciado histórico" (em sua Autobiografia Intelectual, denominou de "programa metafísico de pesquisa). Vejamos um trecho desse referido livro:

"A chamada hipótese evolutiva é uma explicação de numerosas observações biológicas e paleontológicas (e.g., de certas similaridades entre vários gêneros e várias espécies), feita com base pressuposto de uma ancestralidade comum de formas relacionadas. Essa hipótese não tem o status de lei universal, embora algumas leis universais da natureza, como as leis de hereditariedade, segregação e mutação, acompanhem a hipótese, na explicação em que se traduz.
A hipótese tem, melhor dizendo, o caráter de um enunciado histórico particular (singular, ou específico). (Tem, a rigor, o mesmo status do enunciado histórico “Charles Darwin e Francis Galton possuíam um mesmo ancestral” – ambos eram netos de uma dada pessoa.) O fato de a hipótese evolutiva não ser uma lei natural universal, mas um enunciado histórico particular (ou, mais precisamente, um enunciado histórico singular) acerca dos antepassados de vários animais e de várias plantas terrestres, vê-se freqüentemente obscurecido pelo fato de o termo “hipótese” ser usualmente utilizado para caracterizar o status de leis universais da natureza. Não olvidemos, porém, que o termo também é empregado, com freqüência, em sentido diverso.
13 mar

Iba Mendes

Quanto à ingênua pretensão de alguns darwinistas acreditar que exista uma "lei da evolução", diz Popper:

Existe uma lei de evolução?

[...]

Creio que a resposta a essa pergunta deve ser “Não” e que a busca da lei da ordem invariável, na evolução, está impossibilitada de ver-se abrangida pelo escopo do método científico, seja em Biologia, seja em Sociologia. As razões que sustentam minha crença são muito simples. A evolução da vida na Terra (como a evolução da sociedade humana) é um processo histórico peculiar. Esse processo – podemos admiti-lo tem lugar em consonância com todos os tipos de leis causais, como, digamos, as leis da mecânica, da Química, da hereditariedade e da segregação, da seleção natural, e assim por diante. Sua descrição, entretanto, não é uma lei, mas apenas um enunciado histórico singular.

[...]

A mais meticulosa observação de uma lagarta em desenvolvimento não nos ajuda a prever sua transformação em borboleta"
(p. 59, 60).

É isso!
14 mar

Paulo Roberto

Os "achismos" correndo soltos por aqui... e o DI, também não é falseável segundo Popper???

Vamos esperar o que os "especialistas orkutianos" irão escrever... hehehehe
14 mar

Ramon

Iba

"Creio que a resposta a essa pergunta deve ser “Não” e que a busca da lei da ordem invariável, na evolução, está impossibilitada de ver-se abrangida pelo escopo do método científico, seja em Biologia, seja em Sociologia. As razões que sustentam minha crença são muito simples."

Poupe o Popper,Iba... nem o próprio autor estava certo disso...
14 mar

M D Neto

Ramon,


"Creio que a resposta a essa pergunta deve ser “Não” e que a busca da lei da ordem invariável, na evolução, está impossibilitada de ver-se abrangida pelo escopo do método científico, seja em Biologia, seja em Sociologia. As razões que sustentam minha crença são muito simples."

Poupe o Popper,Iba... nem o próprio autor estava certo disso...



Exatamente, pode-se dizer que Popper dizia não estar certo de nada, nisso você tem razão. Mas esta não certeza não torna sua crítica ao darwinismo enfraquecida. Esta maneira de usar esse termo está sendo vista por você de maneira errada, ele falava de uma posição que pode ser dita como ele mesmo chama de crença racional e que deveria ser apreciada e mesmo discutida. Como p. ex., mesmo uma teoria metafísica que não pode ser testada pode ser debatida, ou seja, nas palavras de Popper “essas idéias (metafísicas) variam em virtude da pressão exercida pela crítica.” Ele queria dizer que não tomamos essas idéias como certas e inquestionáveis, mas que tomamos por sua importância no desenvolvimento de outras idéias mais realistas que conduziram para a descoberta de um mundo real.
14 mar

Ramon

Marcondes

perfeitamente, eu concordo contigo também... porém, não dá pra admitir que alguém torne como verdade absoluta quando o próprio Popper admitia a questionabilidade...

a sua própria fala diz isso...

não disse que ela não poderia ser discutida, disse que o próprio autor não poderia confirmar isso, pois DISSE isso...
14 mar

Ramon

Marcondes

veja o que o Iba disse:

"Os darwinistas agarram-se apenas numa CARTINHA que Popper escreveu timidamente, na qual ATENUA sua posição diante da pressão acadêmica. No mais, toda a obra de POpper contesta o darwinismo como uma teoria científica, no sentido de ser empiricamente testada."

tu aceita a hipótese de que um movimento científico seja conspiratório?? é a mais pura ingenuidade do Iba em relação a isso tanto quanto sua crença na DI...
14 mar

M D Neto

Ramon,

tu aceita a hipótese de que um movimento científico seja conspiratório?? é a mais pura ingenuidade do Iba em relação a isso tanto quanto sua crença na DI...


Não, um movimento científico, em tese, não pode ser contraditório, mas isso não quer dizer que não seja. Caso você esteja se referindo a uma contradição com respeito a Popper por ter escrito uma carta amenizando o que escreveu longamente em vários livros quanto ao darwinismo por tratá-lo como pouco, ou muito pouco de ciência, fica, pois o patente que o peso dos seus escritos estarem bem acima de uma cartinha de três linhas que se tinha algo a favor do evolucionismo só faltou trazer esse algo para a discussão, não é mesmo? Tal carta não representa, mesmo, o que realmente ele pensava a respeito da TE.
14 mar

Ramon

Mrcondes

releia meu post...

não falei contraditório e sim conspiratório...
14 mar

CARLLUS

CAROS AMIGOS....
GOSTO DE ESCREVER EM MAIUSCULO,POR ISSO NÃO ESTOU GRITANDO...RS
A TEORIA DA EVOLUÇAO ESTA CERTA EM MINHA OPINIAO...
É SÓ LER ATÉ O FINAL DO GENESIS.....
PERCEBERÃO QUE NA EVOLUÇÃO TERRENA APÓS SUA CREAÇÃO NO UNIVERSO TEM DUAS CATEGORIAS.ANTES DA EVOLUÇÃO E DEPOIS DA EVOLUÇÃO.
A EVOLUÇÃO GENETICA DAS PARTICULAS.
A EVOLUÇÃO DA IMAGEM E SEMELHANÇA DO CREADOR DO UNIVERSO.
NAS ESCRITURAS ANTIGAS JÁ REVELAM
14 mar

M D Neto

Ramon,

E porque alguém aceitaria “a hipótese de que um movimento científico conspiratório??” .
O que levou você acreditar que o Iba aceita tal hipótese? E daí? E se mesmo que alguém venha aceitar tal coisa, o que isso poderia afetar tal pessoa?
14 mar

Ramon

Marcondes

"E porque alguém aceitaria “a hipótese de que um movimento científico conspiratório??” . "

pergunte ao Iba (rs)...

"O que levou você acreditar que o Iba aceita tal hipótese? E daí? E se mesmo que alguém venha aceitar tal coisa, o que isso poderia afetar tal pessoa? "

O Iba já havia falado que Popper havia sido pressionado pela comunidade científica para mudar sua opinião...

não são palavras minhas, colega, é dele próprio...
14 mar

Ramon

Marcondes

Iba ecreveu 27/12/08:

"Ora, Popper apenas ATENUOU sua posição numa CARTINHA por pura pressão acadêmica, pelo receio de ser deixado de lado. Sua obra neste caso vale muito mais que sua pessoa. "

e aí??
14 mar

M D Neto

A TEORIA DA EVOLUÇAO ESTA CERTA EM MINHA OPINIAO...
É SÓ LER ATÉ O FINAL DO GENESIS.....


Carllus,

Os escritos de Gênesis não estão relacionados com qualquer coisa que a ciência venha a tratar, não caia nesse erro. Seja a teoria que for, principalmente a TE, que parece contrapor a idéia de criação, quanto a sua certeza, se é que podemos falar em certeza, não é o Genesis que determina isso.
O que você via ler no Genesis, não tem a ver com o que seja tratado na ciência, são dois ramos do conhecimento que não podem ser tratados num mesmo plano.
14 mar

Ramon

Marcondes

e por que Popper não poderia achar que estivesse errado em suas conclusões sobre o darwinismo? e por que a carta deveria ser falsa? ela existe! ele podria contradizer a sua fala depois de anos? por que não? isso se chama humildade...
14 mar

M D Neto

Iba ecreveu 27/12/08:

"Ora, Popper apenas ATENUOU sua posição numa CARTINHA por pura pressão acadêmica, pelo receio de ser deixado de lado. Sua obra neste caso vale muito mais que sua pessoa. "



Ramon,
Então, diga para nós o motivo de Popper ter escrito aquela carta. Se não foi pressão acadêmica, o que foi então? O que levou ele a rever tal posicionamento, porque teria ele de escrevê-lo numa, eu diria,relés carta.
14 mar

Ramon

Marcondes

até tu na velha estória do movimento conspiracionista de uma determinada "pressão acadêmica"??

cai na real...

Popper VIU que estava errado em suas conclusões sobre o darwinsmo e isso no meio científico é COMUM caso não saiba...

recentemente o docdeoz postou uma artigo da sciam onde um grupo de cientistas tinha pedido desculpa para a comunidade científica por causa de um erro de taxonomia animal (ele achavam que a radiação em Chernobyl tinha formado novas espécies, depois de 15 anos eles viram que eram espécies DIFERENTES de roedores; detalhe: com publicação na NATURE)...

eu respondi tua pergunta... e agora me responde: por que essa carat não poderia ser verdadeira e que Popper realmente tivesse errado? por que seria pressão acadêmica e QUAL o objetivo nisso tudo?
14 mar

M D Neto

e por que Popper não poderia achar que estivesse errado em suas conclusões sobre o darwinismo? e por que a carta deveria ser falsa? ela existe! ele podria contradizer a sua fala depois de anos? por que não? isso se chama humildade...

Ramon,

A carta pode ter existido mesmo, assim não se trata de ser falsa ou não.
A questão é que se você for ver como Popper defende suas idéias e seu posicionamento fica no mínimo bem suspeito que depois de deixar bem claro como ele encarava darwinismo, do que ele escreveu em vários de seus livros, de repente, através de uma carta de 3 linhas ele diga, "espera um pouco, quero expressar que realmente eu estava equivocado, reconheço numa atitude de humildade tratar o evolucionismo como a mais genuína ciência."
Sem com isso fazer como ele normalmente procurou fazer que foi o de discutir e trazer o que realmente pensa para o debate.
14 mar

M D Neto

eu respondi tua pergunta... e agora me responde: por que essa carat não poderia ser verdadeira e que Popper realmente tivesse errado? por que seria pressão acadêmica e QUAL o objetivo nisso tudo?

Ramon,

Não vamos ficar perdendo tempo com tal carta, isso não ajuda em nada.
Se for para levar em conta o que Popper disse acerca do evolucionismo, penso ser mais razoável estudar o que ele disse em seus livros do que naquela carta. Se vocêquiser pensar o contrário, isso fica por sua conta.
Está claro que algo o levou a escrever tal carta, e na boa, interesso-me pouco nisso do que ele escreveu nos seus livros, isso porque como disse, trata-se de um escrito de meia dúzia de linhas.
14 mar

Iba Mendes

POUPEM O POPPER!!!

Vou tentar ser bem didático no que concerne à abordagem da teoria evolutiva na obra (não disse “cartinha”) de Popper:

OS PORQUÊS DO DARWINISMO NÃO SER CONSIDERADO POR POPPER COMO UMA TEORIA DE FATO CIENTÍFICA, ISTO É: UMA TEORIA EMPIRICAMENTE TESTÁVEL:

1 – Não é capaz de fazer predições e, portanto, não se expõe à refutação, ou seja, ao teste empírico. Sendo assim, segundo Popper, o darwinismo é apenas um “programa metafísico de pesquisa”,

2 – Estruturalmente o darwinismo é pura tautologia, pois afirma que os mais aptos ou mais adaptados a um ambiente tendem a sobreviver e se reproduzir em maior número, transmitindo assim aos seus descendentes suas características. A tautologia, portanto, consiste no fato de “ aqueles que têm sobrevivido com maior freqüência tenderem a sobreviver”. É a mesma cousa, por exemplo, que afirmar que “as cadeiras são cadeiras” ou que “os aviões grandes são aviões grandes “. Desta forma, não tem poder explicativo e, consequentemente, também não tem poder de antecipação. Resumindo: se determinada geração sobrevivente não sobreviver para além dela é porque não se adaptou às novas condições ambientais,

3 – Por se tratar de um programa metafísico de pesquisa, o darwinismo, portanto, não pode ser refutado. No máximo, pode ser discutido e avaliado criticamente,

4 – Popper não despreza o darwinismo, muito pelo contrário, considera-o uma inestimável doutrina metafísica,

5 – Para Popper toda remissão a Darwin dá-se fundamentalmene em bases estritamente lógico-filosóficas, e não científicas, no sentido de ser empiricamente testado,

6 – Resumindo, o darwinismo, na OBRA de POPPER, seria uma teoria metafísica irrefutável. NADA MAIS...

O resto, fica por conta do inconformismo da galera de Darwin, que rejeita a obra de Popper e se agarra numa cartinha.

Entende-se, afinal, Popper não a poupa de sua ingênua pretensão de cienticificidade!

É isso!
14 mar

Iba Mendes

Ramon,

"Creio que a resposta a essa pergunta deve ser “Não” e que a busca da lei da ordem invariável, na evolução, está impossibilitada de ver-se abrangida pelo escopo do método científico, seja em Biologia, seja em Sociologia. As razões que sustentam minha crença são muito simples."

E o que vem logo a seguir, ou seja, os motivos:

A evolução da vida na Terra (como a evolução da sociedade humana) é um processo histórico peculiar. Esse processo – podemos admiti-lo tem lugar em consonância com todos os tipos de leis causais, como, digamos, as leis da mecânica, da Química, da hereditariedade e da segregação, da seleção natural, e assim por diante. Sua descrição, entretanto, não é uma lei, mas apenas um enunciado histórico singular. As leis universais fazem afirmações a propósito de alguma ordem invariável, como sugere Huxley, ou seja, fazem afirmações a propósito de todos os processos de determinado tipo. Não há razão, é claro, que nos impeça, a partir de um caso particular único, de formular uma lei universal; também não há razão para supor que não possamos, se tivermos sorte, atingir uma verdade.

Contudo, é óbvio que qualquer lei – seja qual for o modo que conduziu à sua formulação – deve ser submetida a testes, perante novos casos, antes de ver-se admitida no reino da ciência. Mas não podemos esperar submeter a testes uma hipótese universal, como não podemos encontrar uma lei natural aceitável, se nos confinamos à observação de um processo peculiar e único. A observação de um processo peculiar e único também não pode ajudar-nos a prever seu futuro desenvolvimento.

A mais meticulosa observação de uma lagarta em desenvolvimento não nos ajuda a prever sua transformação em borboleta"
(A Miseria do Historicismo, 60).

Agora, voce pode contestar perfeitamente o Popper, se quiser, é claro! ((rs))

É isso!
14 mar

Iba Mendes

Ramon,

tu aceita a hipótese de que um movimento científico seja conspiratório?? é a mais pura ingenuidade do Iba em relação a isso tanto quanto sua crença na DI...

Salvo engano, em nenhum momento citei o termo "conspiração". Todavia, seria a mais extrema ingenuidade acreditar que a atividade de cientista seja mais transparente ou isenta do que qualquer outra atividade.

Ou voce acredita que os cientistas sejam pessoas desprovidas de interesses ideológicos?

Ora, o corporativismo existe em todos os âmbitos da sociedade, inclusive no da ciência. Da mesma maneira que os astrólogos mentêm-se financeiramente à base de suas falsas previsões, assim também um número jibóico de cientistas darwinistas levam uma vida folgada à mercê de suas estorinhas. E assím acontece também em outras atividades especulativas.

Portanto, ao ameaçar a carreira de seus contestadores, os darwinistas estão apenas protegendo corporativamente o seu grupinho, evitando assim que suas especulações sejam cuspidas para fora, o que lhes assuguram "o pão nosso de cada dia".

E que o diga Dawkins!!!

A situação atual do darwinismo no âmbito acadêmico assemelha-se de algum modo àquela do tempo da flogística. Os adeptos desta teoria eram respeitadíssimos no âmbito científico. Aqueles que ousavam contestá-los eram logo lançado no ostracismo acadêmico. A pressão era enorme, e poucas pessoas tinham coragem de enfrentar suas especulações, afinal, seria o mesmo "que contestar a ciência". Assim, por muito tempo a flogística seguiu como incontestável, da mesma forma que o darwinismo hoje.

Até que a "casa caiu" aumentando assim a "fila do seguro desemprego".

É isso!
14 mar

Iba Mendes

Ramon,

O Iba já havia falado que Popper havia sido pressionado pela comunidade científica para mudar sua opinião...

não são palavras minhas, colega, é dele próprio...

Isso pode ser muito bem denominado de "patrulhamento ideológico". A mesma cousa que aconteceu com o paleontólogo e darwinista Collin Patterson, que indagou diante de uma platéia:
"Vocês podem me dizer alguma coisa sobre evolução, qualquer coisa que seja verdade?"

Patterson, assim como Popper sofreu pressões acadêmicas, tendo que atenuar suas declações. Porém, nada de novo aconteceu no âmbito darwinista que justificasse uma mudança de postura por parte de tais pessoas.

O mesmo acontece com Michael Denton, Michael Behe, David Berlinski, Walter Bradley, William A. Dembski, Stephen C. Meyer, Jonatham Wells etc, os quais, mesmo com ampla formação científica, são renegados academicamente por suas posturas anti-darwinistas.

Enézio expressou-se muito bem ao denominar esta postura ditatorial de "Inquisição sem fogueiras".

É isso!
14 mar

JIMMY

Iba
Parece que tudo gira em torno do famigerado "fóssil de coelho no Cambriano". Porém, ao que se sabe não existe caminho natural ligando diretamente os cordados do Cambriano aos mamíferos, o que justifica o fato de não se encontrar fósseis de coelhos lá no Cambriano.


hahahaha

E se aparece... Iba ?


-- uma coelinha da (play boy) (edição cambriano ) gostava de ir a praia!

eu não duvido ... rs
15 mar

Ramon

Marcondes

Não vamos ficar perdendo tempo com tal carta, isso não ajuda em nada.
Se for para levar em conta o que Popper disse acerca do evolucionismo, penso ser mais razoável estudar o que ele disse em seus livros do que naquela carta. Se vocêquiser pensar o contrário, isso fica por sua conta.
Está claro que algo o levou a escrever tal carta, e na boa, interesso-me pouco nisso do que ele escreveu nos seus livros, isso porque como disse, trata-se de um escrito de meia dúzia de linhas.


e por que desconsiderar a carta onde ele ASSUME estar equivocado? ele é sim um ponto importanto pois, ele assumindo este equívoco, o que, diga-se de passagem, não há nada de errado, dever-se-ia desconsiderar seus livros antigos e ponto final... ele não seria oprimeiro e nem o último a fazer um posicionamento acerca do assunto...
15 mar

Ramon

Iba

1 – Não é capaz de fazer predições e, portanto, não se expõe à refutação, ou seja, ao teste empírico. Sendo assim, segundo Popper, o darwinismo é apenas um “programa metafísico de pesquisa”,
.
ERRADO! NENHUMA ciência é capaz de prever seus próprios resultados...
.
2 – Estruturalmente o darwinismo é pura tautologia, pois afirma que os mais aptos ou mais adaptados a um ambiente tendem a sobreviver e se reproduzir em maior número, transmitindo assim aos seus descendentes suas características. A tautologia, portanto, consiste no fato de “ aqueles que têm sobrevivido com maior freqüência tenderem a sobreviver”. É a mesma cousa, por exemplo, que afirmar que “as cadeiras são cadeiras” ou que “os aviões grandes são aviões grandes “. Desta forma, não tem poder explicativo e, consequentemente, também não tem poder de antecipação. Resumindo: se determinada geração sobrevivente não sobreviver para além dela é porque não se adaptou às novas condições ambientais,
.
o teu "resumindo" está perfeitamente correto... reproduzem mais aqueles que se tornam aptos a sobreviver àquele ambiente... e existem explicações perfeitas e testáveis...
.
3 – Por se tratar de um programa metafísico de pesquisa, o darwinismo, portanto, não pode ser refutado. No máximo, pode ser discutido e avaliado criticamente,
.
ERRADO! ele PODE ser refutado SE sua teoria estivesse errada, ou seja, indivíduos que estivessem aptos a sobreviver naquel determinado ambiente, não reproduziria mais que os outros e desta forma a teoria da seleção natural estaria inválida, além disso, testes moleculares vêm apresentando exatamente este mesmo resultado...
.
4 – Popper não despreza o darwinismo, muito pelo contrário, considera-o uma inestimável doutrina metafísica,
.
bla bla bla... "metafísica"...
15 mar

Ramon

Iba

5 – Para Popper toda remissão a Darwin dá-se fundamentalmene em bases estritamente lógico-filosóficas, e não científicas, no sentido de ser empiricamente testado,

já foi mostrado que PODE ser testado...

6 – Resumindo, o darwinismo, na OBRA de POPPER, seria uma teoria metafísica irrefutável. NADA MAIS...

já mostrei que pode ser refutado... a exemplo dos albinos; não são indivíduos aptos a sobreviverem ao ambiente pela falta de melanina, porém, mesmo depois de anos de existência,eles ainda estão presentes no ambiente, então a teoria da seleção possui alguns parafusos a ajustar, nada mais lógico vindo de 150/200 anos atrás....

O resto, fica por conta do inconformismo da galera de Darwin, que rejeita a obra de Popper e se agarra numa cartinha.

que ele assumiu publicamente que estava equivocado... isso se chama humildade Iba...

Entende-se, afinal, Popper não a poupa de sua ingênua pretensão de cienticificidade!

só lamento mas a seleção natural é uma teoria científica e portanto falseável como já demostrei... isso tudo é dor-de-cotovelo por que a DI não é científica Iba?
15 mar

Ramon

Iba

Agora, voce pode contestar perfeitamente o Popper, se quiser, é claro! ((rs))

vide post anterior...

Salvo engano, em nenhum momento citei o termo "conspiração". Todavia, seria a mais extrema ingenuidade acreditar que a atividade de cientista seja mais transparente ou isenta do que qualquer outra atividade.

Ou voce acredita que os cientistas sejam pessoas desprovidas de interesses ideológicos?


e não precisa citar o termo quando tu afirmas que existe uma "pressão acadêmica"... isso sim é puro conspiracionismo... uma única pergunta: já fizesse algum trabalho científico? já entrasse em um laboratório e acompanhou a vida de um pesquisador? para afirmar tais coisas só pode dizer tais asneiras mesmo... existe um pré-julgado em relação aos RESULTADOS obtidos em um determinado experimento; o docdeoz inclusive montou um post sobre isso...

Ora, o corporativismo existe em todos os âmbitos da sociedade, inclusive no da ciência. Da mesma maneira que os astrólogos mentêm-se financeiramente à base de suas falsas previsões, assim também um número jibóico de cientistas darwinistas levam uma vida folgada à mercê de suas estorinhas. E assím acontece também em outras atividades especulativas.

eu só lamento, mas as "estorinhas" que são contadas estão sendo COMPROVADAS... o resto teu é só chororô...

Portanto, ao ameaçar a carreira de seus contestadores, os darwinistas estão apenas protegendo corporativamente o seu grupinho, evitando assim que suas especulações sejam cuspidas para fora, o que lhes assuguram "o pão nosso de cada dia".

E que o diga Dawkins!!!


e tu consegues falsear, através de um experimento CIENTÍFICO, o processo evolutivo????? consegues mostrar que NÃO EXISTE relação entre os seres e portanto a semelhança em determinados códigos genéticos não tem base científica??? DIVIRTA-NOS!!!!
15 mar

Ramon

Iba

A situação atual do darwinismo no âmbito acadêmico assemelha-se de algum modo àquela do tempo da flogística. Os adeptos desta teoria eram respeitadíssimos no âmbito científico. Aqueles que ousavam contestá-los eram logo lançado no ostracismo acadêmico. A pressão era enorme, e poucas pessoas tinham coragem de enfrentar suas especulações, afinal, seria o mesmo "que contestar a ciência". Assim, por muito tempo a flogística seguiu como incontestável, da mesma forma que o darwinismo hoje.

sinto muito Iba, mas a teoria da seleção natural está sendo comprovada a cada dia mais, inclusive dentro do estudo do câncer... só... LAMENTO!!

Isso pode ser muito bem denominado de "patrulhamento ideológico". A mesma cousa que aconteceu com o paleontólogo e darwinista Collin Patterson, que indagou diante de uma platéia:
"Vocês podem me dizer alguma coisa sobre evolução, qualquer coisa que seja verdade?"


então o mesmo deveria, no mínimo, se atualizar...

Patterson, assim como Popper sofreu pressões acadêmicas, tendo que atenuar suas declações. Porém, nada de novo aconteceu no âmbito darwinista que justificasse uma mudança de postura por parte de tais pessoas

bobagem... se Popper admitiu estar equivocado, só resta ouvir teu lamento se ter uma base a menos para justificar teus credos...

O mesmo acontece com Michael Denton, Michael Behe, David Berlinski, Walter Bradley, William A. Dembski, Stephen C. Meyer, Jonatham Wells etc, os quais, mesmo com ampla formação científica, são renegados academicamente por suas posturas anti-darwinistas.

DI está longe de ser ciência Iba... ou quer que eu poste alguns dos "artigos" da DI?

Enézio expressou-se muito bem ao denominar esta postura ditatorial de "Inquisição sem fogueiras".

é umapena que um biólogo responsável tenha esse tipo de postura... mas deveria ler mais para ver que evolução e seu processo evolutivo são fato e que, portanto, podem ser questionáveis...
15 mar

Iba Mendes

Ramon,

ERRADO! NENHUMA ciência é capaz de prever seus próprios resultados...

Que me diz da Medicina?

o teu "resumindo" está perfeitamente correto... reproduzem mais aqueles que se tornam aptos a sobreviver àquele ambiente... e existem explicações perfeitas e testáveis...

Sim, algo do tipo:
“A mulher nua é excitante porque o homem se excita à vista da mulher nua.” ((rs))

Quanta profundidade!

ERRADO! ele PODE ser refutado SE sua teoria estivesse errada, ou seja, indivíduos que estivessem aptos a sobreviver naquel determinado ambiente, não reproduziria mais que os outros e desta forma a teoria da seleção natural estaria inválida, além disso, testes moleculares vêm apresentando exatamente este mesmo resultado...

A mesma tautologia evolutiva ad infinitum. Não explica nada!

bla bla bla... "metafísica"...

“É metafísico por não ser suscetível de prova” , afirma ele (AUTOBIOGRAFIA INTELECTUAL, p. 180).

já foi mostrado que PODE ser testado...

Confesso que já li argumentos melhores!
15 mar

Iba Mendes

já mostrei que pode ser refutado... a exemplo dos albinos; não são indivíduos aptos a sobreviverem ao ambiente pela falta de melanina, porém, mesmo depois de anos de existência,eles ainda estão presentes no ambiente,

E daí?
Em que isso sustenta os postulados MACROevolutivos?

então a teoria da seleção possui alguns parafusos a ajustar, nada mais lógico vindo de 150/200 anos atrás....

Nossa!
Ou seja, nada que alguns reles milhões de anos não resolvam! ((rs))

Mas, a propósito, “ajustar parafusos” é função de engenheiros, e não de processos cegos ou aleatórios.

que ele assumiu publicamente que estava equivocado... isso se chama humildade Iba...

Galileu também fez isso há muitos anos! Mas a Inquisição era outra! ((rs))

Sobre a cartinha de Popper, ao observar a estante de uma biblioteca das mais respeitadas universidades do mundo, a USP, não a encontrei. Em vez disso, achei toda a obra de Popper. A obra, e não a cartinha de Popper, é destrinchada nas universidades. A cartinha fica para os darwinistas, para seu consolo!

só lamento mas a seleção natural é uma teoria científica e portanto falseável como já demostrei... isso tudo é dor-de-cotovelo por que a DI não é científica Iba?

Sua opinião, além de suspeita é invalidade pela sua postura ideológica prol darwinismo. Simples!
15 mar

Iba Mendes

e não precisa citar o termo quando tu afirmas que existe uma "pressão acadêmica"...

Incrível!
E não é que o rapaz acredita que não haja pressão acadêmica!

isso sim é puro conspiracionismo... uma única pergunta: já fizesse algum trabalho científico? já entrasse em um laboratório e acompanhou a vida de um pesquisador? para afirmar tais coisas só pode dizer tais asneiras mesmo... existe um pré-julgado em relação aos RESULTADOS obtidos em um determinado experimento; o docdeoz inclusive montou um post sobre isso...

Trabalho “científico” nos moldes de Popper, ou seja, nos moldes da empiricidade, é uma coisa; agora, trabalhos camuflados de ciência, isto é, nos moldes da pura especulação, é outra coisa bem diferente. Não confunda alhos com bugalhos!

eu só lamento, mas as "estorinhas" que são contadas estão sendo COMPROVADAS... o resto teu é só chororô...

Em alguns livros didáticos ainda consta, por exemplo, aquela do “1% de semelhaça genética entre homem e chimpanzé. Papel aceita tudo, e Internet, idem. ((rs))

e tu consegues falsear, através de um experimento CIENTÍFICO, o processo evolutivo????? consegues mostrar que NÃO EXISTE relação entre os seres e portanto a semelhança em determinados códigos genéticos não tem base científica??? DIVIRTA-NOS!!!!

Se se refere à MACROevolução, ou seja, ao gradualismo estrito a la Darwin, não há o que mostrar: ele simplesmente é desconhecido empiricamente.


sinto muito Iba, mas a teoria da seleção natural está sendo comprovada a cada dia mais, inclusive dentro do estudo do câncer... só... LAMENTO!!

Essa do câncer é novidade!

bobagem... se Popper admitiu estar equivocado, só resta ouvir teu lamento se ter uma base a menos para justificar teus credos...

Ainda a “cartinha” do Popper! ((rs))
15 mar

Iba Mendes

DI está longe de ser ciência Iba... ou quer que eu poste alguns dos "artigos" da DI?

Um darwinista falando da TDI é como uma palestino falando de um israelense!

É isso!
15 mar

Gerson

Um criacionista fundamentalista como v Iba falando sobre a evolução não tem valor algum!
16 mar

leandro

Iba

A DI é capaz de explicar as mudanças graduais que ocorreram entre o fim do Permiano e triassico dentro do grupo Cynodontia,onde foram ocorrendo modificações claras em seus membros e formas de locomoção,seu aparelho mandibular e musculos,bem como na forma e função dos dentes,isto sem falar da diminuição e migração dos osso articular e quadrado para a formação dos ossos martelo e bidorna que hj estão presentes nos mamiferos formando um sistema"complexamente irredutivel".Essas modificações são tão claras no grupo Cynodonte(ñ so estas mas tda uma tendencia para forma mamaliforme),e o interessante é q esta"macroevolução"pode ser explicada por processos microevolutivos.Como explicar que um sistema complexamente irredutivel como o ouvido,pode ser encontrado em dezenas de formas intermediarias,desde animais sem ouvido(como alguns peixes),mas q possuem celulas mecanorreceptoras homologas às celulas de nosso ouvido interno,bem como anfibios e repteis q possue o estribo,homologo ao hiomandibular dos peixes e ao nosso proprio estribo e ouvem mt bem(conforme seus modos d vida).Qual a explicação q a Teoria do DI tem para tdas estas realidades naturais,inclusive o registro mt completo dos cynodontes e sua modificações?
Ql explicação da DI para registros fosseis completos e intrigantes como dos :Equs,Elefantes,dinossauros,pterosaurus,peixes osseos...que mostram mudanças graduais(na medida em q a qlidade do restro permite é claro,sem conhecer sedimentologia ñ se conhece paleontologia).
Quais os processos q segundo o DI estariam envolvidos nestes casos.Como o projetista realizou tais mudanças?
Qual explicação do DI para a extinção de varios desses grupos e porque alguns poucos conseguiram sobreviver at hj...como no caso dos cavalos e dois generos de elefantes?
A TE tem apresentado modelos previsiveis q tem sido confirmados nestas observações e nas observações em populações naturais.Inclusive testando dversas dciplinas umas contra as outras:como,paleo,genetica,embriologia,ecologia...Quais modelos previsiveis a DI faz e expera ?
16 mar

leandro

Para mim uma Teoria da Evolução que ñ consegue explicar a especiação(a origem das novas especies)é falha,mas os modelos e observações da Teoria sintetica tem explicado bem (obvio q a algumas correções aind a fazer)este fenomeno no mundo natural.Da msma forma é central no DI identificar os mecanismos e pelo menos chegar perto do Autor deles,se ñ a teoria se torna um dogma,uma verdade de fé.Veja q acreditar q algm projetou,ñ explica e nem prova como projetou e qm é este projetista...e isto é fundamental em td ciencia!Ate mesmo para respondermos perguntas intrigantes sobre o projetista como:existem sistema q refletem mais um designer desajustado e imperfeito doq inteligente.Como eu dsse a TE tem respostas testaveis p isto,e a DI oq diz?
Pq o projetista criou seres especialmente projetados para parasitar e matar outras especies?Ql o objetivo disto?a TE explica,oq a DI pode nos ajudar a compreender e lidar c isto?
Por ultimo quais o modelos e previsões testaveis q um pesqsador da DI deve buscar e formular para compreender o designer?Como explicar as surgimentos e as mudanças dos sistemas complexos q o designer desenhou,como ele fez isto?Ele se ultiliza de mutações,algum tipo de seleção,ou simplesmente qr e faz!Como um deus ou magico?
Como a DI pode nos explicar erros de copia no DNA,mutações e abrrações de origem genetica e cromossomica?
Oq a DI diz sobre orgãos vestigiais como restos de membros traseiro em baleias azuis ,pq o designer "fez"coisas q ñ servem p nada em um individuo,algumas at causam problemas?
16 mar

leandro

seria ele um projetista realmente inteligente,ou incompetente,ou cruel e brincalhão...pq a grande maioria dos seguidores do DI são cristão evangelicos literalistas?Conheço pessoas de tdas as crenças dentro da TE,inclusive da crença ateia,e a TE ñ as faz mudar de opinião.
16 mar

Iba Mendes

A DI é capaz de explicar as mudanças graduais que ocorreram entre o fim do Permiano e triassico dentro do grupo Cynodontia

O postulado básico da TDI é que as máquinas moleculares, por sua imensa complexidade, ou melhor, por sua complexidade irredutível, apenas se explicam mediante um planejamento inteligente. A TDI não se pretende a ser única, muito pelo contrário, aceita de bom grado alclusive alguns postulados darwinistas, como é o caso do próprio Behe.

e o interessante é q esta"macroevolução"pode ser explicada por processos microevolutivos.

Não, não pode.
O próprio Gould contestou e criticou essa vã pretensão dos neodarwinistas. São cousas distintas, especialmente no sentido de que uma (a MICRO) é empiricamente observada e não depende da imaginação.

Como explicar que um sistema complexamente irredutivel como o ouvido,pode ser encontrado em dezenas de formas intermediarias

Não existe "ouvido intermediário". Isso é pura imaginação!

A TE tem apresentado modelos previsiveis q tem sido confirmados nestas observações e nas observações em populações naturais.Inclusive testando dversas dciplinas umas contra as outras:como,paleo,genetica,embriologia,ecologia...Quais modelos previsiveis a DI faz e expera

Eis um dos dilemas do darwinimo: sequer consegue organizar uma confrontação verdadeiramente definitiva com os diversos “dados” em questão (dados decorrentes da classificação, da paleontologia, da anatomia comparada, da genética, da embriologia, da biogeografia etc.).

Ql explicação da DI para registros fosseis completos e intrigantes como dos :Equs,Elefantes,dinossauros,pterosaurus,peixes osseos...que mostram mudanças graduais(na medida em q a qlidade do restro permite é claro,sem conhecer sedimentologia ñ se conhece paleontologia).

Isso é coisa de livro didático. Não existem registros fósseis "completos" e muito menos integrantes. Reveja seus conceitos!
16 mar

Iba Mendes

Leandro (continuação)...

Para mim uma Teoria da Evolução que ñ consegue explicar a especiação(a origem das novas especies)é falha,mas os modelos e observações da Teoria sintetica tem explicado bem (obvio q a algumas correções aind a fazer)este fenomeno no mundo natural.

Não existem teorias completas. Uma vem, não dá conta do recado, deixa suas marcas, aí vem outra, consegue explicar o que a anterior não conseguia e assim se faz ciência.

Da msma forma é central no DI identificar os mecanismos e pelo menos chegar perto do Autor deles,se ñ a teoria se torna um dogma,uma verdade de fé.

ERRADO!
Não preciso saber quem inventou o avião para provar que ele existe e que funciona.

Veja q acreditar q algm projetou,ñ explica e nem prova como projetou e qm é este projetista...

Daí a necessidade de pesquisar o plano, pouco importando quem o planejou. O "plano" existe e isso idepende da figura do seu planejador. Isso é TDI.

e isto é fundamental em td ciencia!Ate mesmo para respondermos perguntas intrigantes sobre o projetista como:existem sistema q refletem mais um designer desajustado e imperfeito doq inteligente.Como eu dsse a TE tem respostas testaveis p isto,e a DI oq diz?

Não, a TE não tem respostas para isso; apenas rejeita a possibilidade de uma inteligência porque ela contraria filosoficamente o postulado materialista.
16 mar

Iba Mendes

Pq o projetista criou seres especialmente projetados para parasitar e matar outras especies?Ql o objetivo disto?a TE explica,oq a DI pode nos ajudar a compreender e lidar c isto?

O Behe pensou nesse falho argumento darwinista. Vou usá-lo didaticamente:

1 - O problema mais sério é que o argumento exige perfeição absoluta.

2 - É claro que planejadores que têm capacidade de produzir melhores planos não fazem isso sempre. Na indústria de transformação, por exemplo, a "obsolescência inerente" não é rara — um produto é produzido intencionalmente de maneira a não durar tanto tempo quanto poderia, por razões que suplantam o objetivo simples de obter excelência em engenharia,

3 - Outro exemplo é de natureza pessoal: não dou a meus filhos os melhores e mais sofisticados brinquedos porque não quero mimá-los e porque desejo que eles aprendam o valor do dinheiro.

Resumindo:
O argumento baseado na imperfeição ignora a possibilidade de que o planejador possa ter numerosos motivos, e muitas vezes, a excelência em engenharia ocupa um papel secundário.

4 - Outro problema com o argumento da imperfeição é que ele depende de uma análise psíquica do planejador desconhecido. Não obstante, as razões por que um planejador faria ou deixaria de fazer alguma coisa são quase impossíveis de conhecer, a menos que ele nos diga especificamente quais foram.

Exemplificando:
O problema seguinte é que os proponentes do argumento da imperfeição usam com frequência sua avaliação psicológica do planejador como prova categórica de evolução não-dirigida. Esse raciocínio poderia ser transcrito na forma de silogismo:

a) - Um planejador teria construído o olho dos vertebrados sem um ponto cego.
b) - O olho dos vertebrados tem um ponto cego.
c) - Por conseguinte, a evolução darwiniana produziu o olho.

E completa Behe:

"Para raciocínios como esse é que foi inventada a expressão non sequitur."
16 mar

Iba Mendes

Por ultimo quais o modelos e previsões testaveis q um pesqsador da DI deve buscar e formular para compreender o designer?

LADAINHAS!

A TDI não tenciona compreender o "Designer". Pouco importa para a TDI se o Planejador foi Deus ou outra inteligência superior. A TDI centra-se no PLANO, ou seja, no DESENHO. Não se preocupa, pois, com a natureza do Planejador, mas busca encontrar o PLANO na natureza.

SIMPLES!
Complicar isso é retórica vazia!

Como explicar as surgimentos e as mudanças dos sistemas complexos q o designer desenhou,como ele fez isto?

Isso já foi feito com a CE e a CI.

Ele se ultiliza de mutações,algum tipo de seleção,ou simplesmente qr e faz!Como um deus ou magico?

O planejador sabia que aparência os sistemas teriam quando completos, e tomou medidas para torná-los realidade em seguida. Portanto: a vida na terra, em seu nível mais fundamental, em seus componentes mais importantes, é produto de atividade inteligente (vide BEHE).

Como a DI pode nos explicar erros de copia no DNA,mutações e abrrações de origem genetica e cromossomica?

A TDI está apenas do início, tem muito chão pela frente. A TE já tem mais de 150 anos e diz apenas o óbvio sobre isso. Cientificamente, é inválido fazer suposições sobre as maneiras como as coisas deveriam ser.

Oq a DI diz sobre orgãos vestigiais como restos de membros traseiro em baleias azuis ,pq o designer "fez"coisas q ñ servem p nada em um individuo,algumas at causam problemas?

Órgãos vestigais não existem.

Como diz Behe, o fato de não termos ainda descoberto um uso para uma determinada estrutura não implica que esse uso não exista. As amígdalas foram outrora consideradas órgãos inúteis, embora uma função importante na imunidade tenha sido descoberta para elas. A pélvis da píton poderia estar fazendo alguma coisa útil que ignoramos.
16 mar

Iba Mendes

E, completando o Behe:

A pélvis da píton poderia estar fazendo alguma coisa útil que ignoramos.

Esse argumento aplica-se também em escala molecular: os pseudogenes da hemoglobina e outros pseudogenes, embora não sejam usados para fabricar proteínas, talvez sejam utilizados para outras coisas que ainda não sabemos quais são. Alguns usos potenciais que me acorrem à mente enquanto me encontro aqui à escrivaninha incluem ligar-se a genes ativos de hemoglobina durante a replicação do ADN, a fim de estabilizá-los; orientar recombinações de eventos ligados ao ADN; e alinhar fatores de proteína relativos a genes ativos. Pouco importa se estas são funções concretas dos pseudogenes da hemoglobina.

É isso!
16 mar

Iba Mendes

pq a grande maioria dos seguidores do DI são cristão evangelicos literalistas?

Se não citar os nomes, vou achar que está de brincadeira!
Se quiser lhe indico até ateu favorável à TDI, além de agnósticos.

Conheço pessoas de tdas as crenças dentro da TE,inclusive da crença ateia,e a TE ñ as faz mudar de opinião.

A "elite" neodarwinista apenas suporta os religiosos porque sabe que sem eles ela não vai muito longe. Como diz o ditado: "se a montanha não vem a Maomé, Maomé va até a montanha". Ou seja: antes com eles do que sem eles. Ou ainda parafraseando o Mestre: "quem não é contra mim é por mim".

Ademais, qualquer teoria que porventura venha a existir, a qual tenha como propósito explicar a vida, necessariamente vai ter implicações religiosas.

É isso!
17 mar

Gerson

Iba

A DI, e não "TDI" porque não se trata de teoria, não vai agregar mais nada!!A questão dela é simples, basea-se na falacia da "complexidade irredituvel" para suatentar a crença num planejadoe que não pode ser testato, nem sua origem e nem suas ações , portanto, a DI ja deu o que tinha que dar, um propaganda falida!

Agnósticos também podem ser teístas, logo esse seu agrgumento esta furado como todos os outros!
17 mar

leandro

C relação a Gould a coisa ñ é tão simples assim:ele concebeu(c outros) a teoria do equilibrio pontuado para descrever mudanças microevolutivas(dentro do nivel de especies),sua teoria nunca se aplicou aos niveis acima da especie.Tanto que ñ ha clareza se os exemplos de Gould refletem pontuação ou mudança rapida(entenda q rapida para um paleontologo dura milhares de anos,oq para um geneticista de populações pode ser um tempo muito longo).Tanto que a evolução de um condilarto hyopsodus ao longo do heoceno inicial,foi igualmente e independêntemente interpretada como mudança gradual por Gingerich e pontual por Gould.
É obvio que algumas mudanças(observadas em populações naturais por varios pesqsadores) acontecem de forma rapida,levando poucas gerações.Essas mudanças podem ñ ser fossilizadas( e na maioria ñ são) e se são,ñ registram a mudança alem do nivel osseo(ha exeções claro),a ql leva bem mais tempo para ocorrer doq as mudanças geneticas,fisiologicas e comportamentais.Mudanças rapidas qse nunca são registradas ao menos q exista condições ambientais especiais ou o organismo seja comum.É um fato q faz parte do estudo da sedimentologia e Tafonomia.O fato do registro fossil ser mt incompleto ñ é desculpa de evolucionista mas um produto da dinâmica da terra e faz parte do estudo da GEOLOGIA,a ql a maioria das pessoas q pretendem entender os fosseis parece ignorar.
Outro erro de Gould foi achar q para ocorrer mudança evolutiva deveria haver especiação.Isso a genetica de populações prova ñ ser verdade,mudança substancial tem ocorrido sem precisar de especiação.Uma mudança morfologica num fossil pode ser ou ñ especiação.
De resto Gould era tão gradualista qnto os outros darwinistas e modelos de genetica populacional aplicados a registros fosseis(como do cavalo e dos cynodontes)explicam mt bem sim as mudanças nestas linhagens.Mudanças q ñ ocorreram da noite pro dia,mas levaram milhões de anos e gerações,de modo q fenomenos como:deriva,mutação,recombinação,seleção e extinção podem explicar esta evolução.
17 mar

leandro

Bom d qlqer forma mudanças graduais de caracteres no registro fossil são um fato e bem comum(por mais q os crias neguem),apesar das limitações deste...o desenvolvimento da vida ao longo das eras geologicas é bem harmonioso p ser sincero,nos permitindo traçar uma linha bem clara das principais mudanças dos taxons...modelos esperados como para a evolução das penas e das aves tem sido confirmados nos trabalhos de campo.
E o longo tempo contido nestas mudanças ñ exigem outros mecanismos señ os q a teoria sintetica propõem.
As homologias geneticas,fisiologicas e morfologicas tb deixam claro a assinatura de um processo evolutivo,coisa q esperamos encontrar em um processo historico:o reflexo do passado sobre o presente...cabe aos DIstas criarem modelos e testarem para confirmar como essa assinatura(tão bem explicada pela TE) pode inferir um projetista superior ao invez de um processo de seleção cumulativo ñ aleatorio(obs:q tem sido testado na natureza real).
17 mar

leandro

Exemplo doq estou falando:os ciclidos dos lagos africanos.
Este peixe se diversificou rapidamente no pleistoceno a poucos milhares de anos,dando origem a centenas de especies e generos diferentes,alguns são tão especializados que se ñ fosse o conhecimento deq são especies aparentadas,seriam colocados em familias diferentes.Ou seja em poucos milhares de anos pode haver evolução substancial q origina mudança acima do nivel de especie:genero e q so por observação morfologica pode levar a acreditar q se esta vendo uma familia nova(ñ é isto oq acontce muito c os fosseis?)
Agora imagine q aconteça um grande evento sedimentar e a maioria desses individuos fica preservado logo acima das camadas q por ventura contenham ja fosseis dos individuos milhares de anos mais antigos e pouco diferenciados?Um paleontologo daq milhões de anos pode simplismente achar inacreditavel q de um tipo(ou tipos)pouco diferenciado tenham surgido especies,generos e at familias totalmente especializadas e diferenciadas morfologicamente e num piscar de olhos geologicos(apenas milhares de anos)...uma explosão de dversidade,uma mudança rapida incrivel de morfologia,porem através de processos neodarwinistas testaveis!
O registro fossil esta cheio destas surpresas.
17 mar

Ramon

Iba

Que me diz da Medicina?

ela prevê cura Iba?

Sim, algo do tipo:
“A mulher nua é excitante porque o homem se excita à vista da mulher nua.” ((rs))

Quanta profundidade!


só lamento se tu não aceita, sem hipóteses melhores, as provas da evolução... é sempre a mesma falácia de sempre... bota a prova na frente do sujeito e ele diz que não é... pergunta por que e ele não responde... pfff

A mesma tautologia evolutiva ad infinitum. Não explica nada!

é só iso que tu diz?? e por que não explicaria?

“É metafísico por não ser suscetível de prova” , afirma ele (AUTOBIOGRAFIA INTELECTUAL, p. 180).

só lamento, ela existe...

Confesso que já li argumentos melhores!

confesso que tu não sabe interpretar!!!

E daí?
Em que isso sustenta os postulados MACROevolutivos?


eu estou CORROBORANDO com uma hipótese de NÃO estar certos Iba, faça-me o favor!!!

Nossa!
Ou seja, nada que alguns reles milhões de anos não resolvam! ((rs))

Mas, a propósito, “ajustar parafusos” é função de engenheiros, e não de processos cegos ou aleatórios.


mas o homem é ruim mesmo... estou falando de CONCEITOS Iba, CONCEITOS... pra variar, distorcendo...

Galileu também fez isso há muitos anos! Mas a Inquisição era outra! ((rs))

Sobre a cartinha de Popper, ao observar a estante de uma biblioteca das mais respeitadas universidades do mundo, a USP, não a encontrei. Em vez disso, achei toda a obra de Popper. A obra, e não a cartinha de Popper, é destrinchada nas universidades. A cartinha fica para os darwinistas, para seu consolo!


só tu e a teoria "conspiratoria" da ciência (rs)...

e daí que tu não achou? quer dizer que ela não existe e foi criada? só falta essa agora!!
17 mar

Ramon

Iba

Sua opinião, além de suspeita é invalidade pela sua postura ideológica prol darwinismo. Simples!

olha só quem fala!!!!

Incrível!
E não é que o rapaz acredita que não haja pressão acadêmica!


sim, pressão acadêmica para acelerar os resultados e fazer divuylgação, afinal, exste dinheiro rolando... tu realmente nãoi tem nem idéia de como isso se faz né?? (rs rs rs)

Trabalho “científico” nos moldes de Popper, ou seja, nos moldes da empiricidade, é uma coisa; agora, trabalhos camuflados de ciência, isto é, nos moldes da pura especulação, é outra coisa bem diferente. Não confunda alhos com bugalhos!

ah sim!! como a DI!! (rs)

Em alguns livros didáticos ainda consta, por exemplo, aquela do “1% de semelhaça genética entre homem e chimpanzé. Papel aceita tudo, e Internet, idem. ((rs))

e não é que ele vem com aquele chororô de novo?? o que tens medo Iba, que tu seja um animal semelhante ao macaco e que isso é provado geneticamente? isso é preconceito teu!! (rs)

Se se refere à MACROevolução, ou seja, ao gradualismo estrito a la Darwin, não há o que mostrar: ele simplesmente é desconhecido empiricamente.

então os testes de comparação de genomas é perda de tempo?? se eu soubesse disso falaria com os cientistas pra não fazer genomas!!! ((((RS))))

Essa do câncer é novidade!

eu vou postar alguns artigos para discussão então...

Ainda a “cartinha” do Popper! ((rs))

continuo mantendo minha opinião...

Um darwinista falando da TDI é como uma palestino falando de um israelense!

É isso!


então tu com DIsta serve o mesmo pra evolução??? legal!!! ((rs))
18 mar

M D Neto

1 – Não é capaz de fazer predições e, portanto, não se expõe à refutação, ou seja, ao teste empírico. Sendo assim, segundo Popper, o darwinismo é apenas um “programa metafísico de pesquisa”,
.
ERRADO! NENHUMA ciência é capaz de prever seus próprios resultados...

Ramon,

Realmente o que está completamente errado é essa frase “nenhuma ciência é capaz de prever seus próprios resultados”.
Penso que deva existir algumas tipos de ciência (áreas do conhecimento) que não possam fazer previsões ou mesmo ao fazer previsões não podem ser refutadas e com isso não apresentam importância nenhuma, não acrescentam nada ao conhecimento. Só que nesses casos tais coisas geralmente pertencem à área da pseudociência etc.. são coisas separadas da investigação científica. Assim o que foi dito por você é pura besteira.
Isso porque a fazer previsões com base de deduções lógicas servem como uma maneira de testar uma hipótese.
Esse procedimento faz parte do critério de refutabilidade que você ignora porque, o que esta a parecer, não pode ser aplicado no sistema evolutivo que você acredita.
Pense um pouco mais para tentar defender o evolucionismo como ciência empírica. O que você está fazendo é apelando a qualquer coisa..
para defender algo (TE) que como faz...está a parecer não está sendo defendido nos moldes da racionalidade.
18 mar

M D Neto

só lamento se tu não aceita, sem hipóteses melhores, as provas da evolução...
é sempre a mesma falácia de sempre...


Quais são essas ditas “provas da evolução”?

----------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário